qr-code e-mec
imagem e-mec
Consulte aqui o cadastro da instituição no Sistema e-MEC
univale
PortugueseSpanishEnglish
Menu
janeiro-branco-campanha

Janeiro Branco: data chama atenção para a saúde mental

13 janeiro, 2022

Campanha proposta por psicólogos de Uberlândia incentiva as pessoas a começarem o ano com a saúde mental em dia

O Janeiro Branco é um mês dedicado aos cuidados da saúde mental com enfoque nas resoluções de final de ano e nas novas metas. Ele teve início em 2014 e partiu de uma proposta de psicólogos de Uberlândia (MG), com o intuito de incentivar as pessoas a darem esses novos passos de forma saudável. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Organização PanAmericana da Saúde (Opas), o Brasil é o país mais ansioso do mundo e o segundo maior da América em casos de depressão.

No momento da pandemia de Covid-19 em que vivemos, cuidar da saúde mental é um tanto desafiador. Segundo a professora Solange Coelho, do curso de Psicologia da Univale, é importante analisar, de forma realística, quais são as ameaças e adotar medidas necessárias para garantir a segurança e enfrentar as adversidades sem estagnar. Buscar informações com fundamento, apoio e preparar-se de forma adequada é essencial para superar qualquer problema sem esquecer de se cuidar, buscar boas companhias, atividades significativas, descanso e lazer.

janeiro-branco-campanha-imagem
Após as festas de final de ano, muitas pessoas ficam preocupadas com as resoluções para o novo ciclo que virá — Imagem: Freepik

Para Sabrina Moura, Psicóloga Organizacional do Desenvolvimento Humano da Univale, é comum no início do ano criarmos expectativas sobre uma vida nova. Mas criar metas inalcançáveis, sem levar em consideração as reais possibilidades e todos os recursos necessários para atingi-las, pode ser um fator de risco à saúde mental. Metas não cumpridas podem trazer sentimentos de ansiedade, frustração, tristeza, insegurança e até servir como gatilho para depressão.

E para evitar que essas metas tragam mais ansiedade, e sem radicalizar, é importante respeitar nossos limites - físicos, emocionais, financeiros, temporais – e refletir sobre a individualidade: pessoas possuem realidades, histórias e vivências diferentes. Estabelecer metas mais tangíveis é uma boa estratégia para diminuir a ansiedade por elas, com prazos mais curtos ou divididas em etapas. Um exemplo dado por Sabrina é:

“Se você pensar ‘este ano vou comprar um carro’, sabemos que além do valor do veículo precisaremos pagar a documentação. Então, pode-se dividir a meta em: até abril vou juntar dinheiro para a documentação, até agosto vou juntar dinheiro para entrada, e a partir daí vou começar a pagar o consórcio. Outra meta pode ser ‘preciso emagrecer 10 kg’. Sendo assim, você pode alterar ela para ‘vou emagrecer 1kg por mês’. ‘Vou acordar mais cedo’ pode se transformar em ‘vou acordar 5 minutos mais cedo, mês que vem vou acordar 10 minutos mais cedo, no outro vou acordar 20 minutos mais cedo’. Mas, se mesmo assim a ansiedade se tornar um problema, busque ajuda profissional. Saúde mental é coisa séria”.

O Desenvolvimento Humano na Univale é responsável por acolher e auxiliar colaboradores em demandas pontuais de saúde mental, além de realizar encaminhamentos para psicoterapia e pesquisas internas. Ele também atua na manutenção do clima e da cultura da organização da universidade, agindo preventivamente e corretivamente em relação a indicadores como rotatividade e absenteísmo.

Conheça outras ações do Desenvolvimento Humano:

Você também pode se interessar por:

selo abmes de responsabilidade socialUnivale
Univale
Cursos
Campus Armando Vieira

Rua Juiz de Paz José Lemos, 695 – Vila Bretas, CEP: 35030-260, Governador Valadares/MG
(33) 3279-5200
Campus Antônio Rodrigues Coelho

Rua Israel Pinheiro, 2000 – Universitário, CEP: 35020-220, Governador Valadares/MG (33) 3279-5500 
Outros endereços.
®Copyright 2000 – 2021 | Fundação Percival Farquhar (33) 3279-5515 / (33) 3279-5505 CNPJ: 20.611.810/0001-91
magnifiercrossmenuchevron-down Skip to content