7 dicas de como estudar para concurso

Escrito por: Glenda Hastenreiter Corteleti, estudante do 5º período de Publicidade

Muitos brasileiros sonham com a aprovação em um concurso público. A promessa de estabilidade, além de outros benefícios como salários mais altos, aposentadoria diferenciada e carga horária fixa, atrai muita gente. O aumento do desemprego no Brasil também acentuou o desejo dos trabalhadores de se tornarem servidores públicos. Porém, um grande desafio é saber como estudar para concurso.

dicas como estudar para concurso escrevendo
Imagem: Unsplash

Ser concursado não é uma tarefa tão simples: dependendo da área, as provas podem chegar a mais de mil candidatos por vaga! Mas não se assuste, porque hoje trouxemos sete dicas para você ficar à frente da concorrência e se tornar um “concurseiro” profissional!

1. Planejamento e disciplina

Planejamento é essencial para qualquer tarefa, e estudar para concurso não seria diferente. A organização auxilia na concentração, de modo a focar em uma tarefa por vez, e, consequentemente, leva a uma boa execução das suas metas.

Uma dica para um bom planejamento é a estratégia do Mínimo Progresso Possível (MPP): finalizar afazeres que demandem até cinco minutos logo de início. Depois, foque nas difíceis, que exigem mais tempo, pois, se você deixá-las por último, não terá energia suficiente para finalizá-las. Por fim, dedique-se às tarefas de nível médio, já que elas podem ser resolvidas com menos gasto de energia e tempo.

2. Metas realistas

Você acabou de fazer seu planejamento, mas parece que, mesmo assim, nada sai do lugar! Isso significa que é hora de rever suas metas. É possível que você tenha criado objetivos irreais, exagerados, para os estudos. Por exemplo, estudar por mais de duas horas seguidas sobre um mesmo assunto, sem pausas, é algo a se repensar, ou estudar um assunto muito complexo sem primeiro entender o básico da área.

Ao perceber que, mesmo com um planejamento feito, você não consegue cumprir nenhuma das suas metas, então está na hora de colocar os pés no chão e se reorganizar.

3. Pausas de qualidade

Assim como os atletas precisam fazer pausas para recuperar suas energias, você, concurseiro, também precisa respirar entre uma leitura e outra. Do contrário, seus estudos não serão eficientes e você terminará o dia cansado e desmotivado.

Uma boa técnica para ajudar a ter pausas de qualidade é o Método Pomodoro, desenvolvido pelo italiano Francesco Cirillo: a cada 25 minutos de estudo, faça uma pausa de cinco minutos. Isso ajudará você a ter alto rendimento sem se desgastar.

Além disso, é importante dar atenção a outros aspectos da vida, como uma boa alimentação e uma boa noite de sono. Sem isso, não apenas os estudos serão prejudicados, como também a sua saúde, e sem isso será difícil se manter focado.

4. Equilíbrio na rotina

A gente sabe que estudar para concurso não é nada fácil, mas às vezes é importante saber quando parar. É preciso saber conciliar os estudos com sua vida profissional, social e familiar.

Essa história de “concurseiro não tem vida social” é pura mentira: dá para conciliar, sim, as duas coisas! Afinal, viver só de estudar não é nada bom para nossa saúde física e mental. Ter equilíbrio na rotina é fundamental.

5. Saber seu método de estudos

Não adianta nada estudar se você não souber por onde começar. Logo, conhecer seus pontos fortes e fracos é fundamental. A partir disso, você pode traçar seu próprio caminho dentro das matérias a se estudar, dando prioridade àquilo que será mais útil para a prova.

Como estudar para concurso é algo que sabemos ser demorado, otimizar o tempo é essencial. Para isso, é necessário buscar um método que aumente seu rendimento e aprendizado no menor período de estudos possível.

6. Prática constante

É comprovado que um dos métodos mais eficazes para a retenção do conhecimento é a prática constante. Então, dedique um pouco do seu tempo para praticar aquilo que você aprendeu durante suas leituras.

Uma técnica que pode ajudar na prática — e, consequentemente, no seu aprendizado — é a Técnica Feynman, desenvolvida pelo físico Richard Feynman. Esse método consiste em quatro passos:

  • escolha o tema do seu interesse;
  • tente explicar o assunto com suas próprias palavras em tópicos simples, que até uma criança entenderia;
  • a partir desses tópicos, identifique lacunas no seu aprendizado;
  • revise tudo até dominar o assunto.

7. Estudar provas antigas

As provas de concurso são desenvolvidas por bancas, cada uma com critérios próprios. Há provas em que uma questão errada anula uma certa, outras de alternativas certas ou erradas, outras de múltipla escolha e outras de questões abertas.

É essencial saber de antemão a banca que irá formular a prova da sua área. A partir disso, você pode preparar estratégias de como estudar para concurso com base nas provas anteriores.

Conclusão

Agora que você já está ligado(a) nas nossas dicas, está na hora de pegar os livros e os cadernos e começar os estudos — mas sem esquecer o planejamento e o equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Por fim, uma dica extra de como estudar para concurso que deixamos para o final: para se motivar nos estudos, venha dar uma olhada na história dos nossos egressos do curso de Direito, aprovados no concurso público para Delegado da Polícia Civil de Minas Gerais. Porque estudar é sempre bom, mas estudar com inspiração é ainda melhor!

Gostou? Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support