Pesquisas de professores da Univale são aprovadas para financiamento da Fapemig

No total, três projetos da instituição receberão mais de 90 mil reais de investimento

.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais — Fapemig — divulgou nesta semana o resultado final do programa Demanda Universal, que visa estimular a pluralidade e a diversidade da pesquisa científica e tecnológica, nas diversas áreas do conhecimento. Foram mais de 1300 projetos inscritos e, dentre as pesquisas aprovadas para receber apoio financeiro da fundação, estão três projetos desenvolvidos por professores da Univale. 

.

Os docentes Rafael Gama e Thalisson Gomides, ambos do curso de Farmácia, e o professor Haruf Espíndola, coordenador do Mestrado em Gestão Integrada do Território, receberão, ao todo, mais de 90 mil reais para investir nas pesquisas apresentadas, que serão desenvolvidas na universidade.

.

O projeto “Dinâmicas e Conflitos no Território de Inserção do Parque Estadual do Rio Doce”, apresentado pelo professor Haruf Salmen Espindola, receberá o valor de 22.891,76 reais. Já o projeto do professor Rafael Silva Gama, “Avaliação de Células Tronco Mesenquimais como Modelo Ex Vivo de Cultivo e Manutenção de Mycobacterium Leprae” vai receber 33.820,78 reais para investimento na pesquisa. Outros 36.898,74 reais serão concedidos ao projeto “Avaliação Imunológica e Nutricional de Crianças com Idade Escolar Portadoras de Infecções Parasitárias em Municípios do Médio Rio Doce”, apresentado pelo professor Thalisson Artur Ribeiro Gomides.

.

Esse tipo de apoio financeiro, chamado de fomento externo, é essencial para o desenvolvimento de pesquisas científicas. A assessora de pesquisa e pós-graduação da Univale, professora Elaine Pitanga, destaca a importância desses recursos e recomenda que os pesquisadores fiquem atentos aos editais e parcerias externas. “Os recursos captados nas agências de fomento promovem o financiamento das questões estruturais para garantir a realização da pesquisa. Isso se refere principalmente às necessidades de materiais, de transporte, de estrutura física. Além disso, contribuem para a formação de pesquisadores e cientistas através da concessão de bolsas para estudantes de graduação e pós-graduação”, afirma. 

.

Além dos três aprovados para recebimento da verba de incentivo, outros cinco professores da Univale também tiveram os projetos deferidos. Entretanto, esses foram classificados como prioridade secundária e não receberão o investimento, devido à alta demanda qualificada.

Gostou? Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support