Capacitação sobre tuberculose para profissionais da saúde do município teve início nesta quarta-feira (4/05)

Aula Inaugural aborda a importância da adesão dos pacientes ao tratamento de tuberculose.

Segundo dados da Superintendência Regional de Saúde de Governador Valadares, a cidade ocupa o 5º lugar do estado de Minas Gerais com o maior número de casos de tuberculose. A doença é transmitida por meio de aerossóis, partículas ainda menores que as gotículas e que são geradas em secreções respiratórias ao falar, espirrar e tossir. A parceria da Univale com o município está sempre em busca de proporcionar ações em benefício à comunidade e, desta vez, está com um subprojeto focado no tema. O objetivo é capacitar profissionais da saúde sobre a importância do tratamento diretamente observado e da adesão do paciente a ele.

As aulas acontecerão do dia 4 ao dia 6 de maio, na Univale campus II, para profissionais das equipes de saúde de atenção primária, da residência multiprofissional dos consultórios de rua e das outras equipes de unidades básicas tradicionais. Lissandra Lopes Coelho Rocha, reitora da Univale, vê a importância da pesquisa e deste projeto específico como um levantamento de dados, capaz de promover um trabalho em conjunto com a prefeitura para propor ações de capacitação dos servidores.

É interessante porque é o retorno da pesquisa para a comunidade. Não basta só pesquisar, mas também é necessário aplicar este conhecimento. E este é um momento importante de entendermos isso: é o retorno da pesquisa trabalhando efetivamente nas soluções”, pontua.

tuberculose capacitação
Imagem: Ascorg

Katiucia Rodrigues, médica e referência técnica municipal de tuberculose, acredita que a pesquisa-ação promovida na Univale permite que os profissionais participem da pesquisa ativamente e que também sejam beneficiados pela capacitação. A tuberculose é um tema constante no município, visto que ela é uma doença com alto número de casos e, infelizmente, pode levar o paciente a óbito.

Quanto mais os profissionais estiverem capacitados para tratar adequadamente esses casos, que é o foco deste treinamento — o Tratamento Diretamente Observado (TDO) —, menos abandono de tratamento e menos óbitos nós teremos. A tuberculose é uma doença endêmica e que temos em torno de 90 a 100 casos por ano. Ultimamente, a pandemia fez com que tivéssemos poucos casos, mas os números voltaram a crescer por conta daqueles que ficaram sem diagnóstico em casa. E essas pessoas precisam ser curadas. A última avaliação que tivemos mostrou que aproximadamente 67% das pessoas conseguiram a cura da doença e essa porcentagem é baixa comparada aos parâmetros mundiais, de 85%. Isso significa que muitos foram a óbito e abandonaram o tratamento. E este treinamento é importantíssimo para trabalharmos a adesão desses pacientes ao tratamento”, explica.

A professora Flávia Rodrigues, do curso de Enfermagem, que é coordenadora do projeto de pesquisa Atenção Básica do Município, explica que a aula magna faz parte de um subprojeto, presente em um “guarda-chuva” que já existia na Univale. Ele também já trabalhava com a tuberculose, mas orientada especificamente para a população privada de liberdade. Devido a alta demanda da Secretaria da Saúde em relação a doença, foi identificada a necessidade de prorrogação, extensão e ampliação das discussões sobre a tuberculose em Governador Valadares. Além disso, foram identificadas muitas questões pontuais não só da comunidade geral, mas também da comunidade profissional.

“Como temos 5 subprojetos, hoje estamos iniciando o Tratamento Diretamente Observado, que é a capacitação para profissionais, com o objetivo de fortalecermos a ideia e a estratégia de que o tratamento precisa ser observado por um profissional de saúde o mais próximo da casa desse paciente que iniciou o tratamento de tuberculose. A aula magna é o start que demos e a capacitação acontecerá no ambiente virtual Classroom. Lá serão disponibilizados todos os materiais teóricos, desenvolvidos pelos professores da Univale, e também haverá a tutoria com os alunos envolvidos no projeto.”

Confira outra ação da Univale:

Gostou? Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support