Univale na Praça: parceria com Município busca atender idosos

O projeto dos cursos da saúde investiga a causa do aumento de quedas físicas dos esportistas da  terceira idade que frequentam a Praça de Esporte da cidade

A Praça de Esportes de Governador Valadares recebe cerca de  1.200 idosos para as aulas de pilates, hidroginástica e outros exercícios físicos. E desde a retomada das atividades, após o avanço da vacinação contra a Covid-19, o aumento da  taxa de quedas físicas entre os esportistas da  terceira idade tem preocupado a equipe técnica da Praça.

O problema  não era comum antes da pandemia. Além disso, a estrutura da Praça é construída para proporcionar 100% de acessibilidade.Isso significa que, na prática,  não há motivos de infraestrutura para as quedas acontecerem. Com essa conclusão da equipe da Praça, acredita-se que a série de impactos da pandemia afetou a saúde dos idosos e, por isso, as quedas. 

Para investigar e buscar soluções que garantam a saúde e integridade física da terceira idade que  frequenta as práticas esportivas, a Praça de Esporte procurou a Universidade Vale do Rio Doce. A parceria firmada  inclui os cursos da saúde como agentes pesquisadores e propõe uma intervenção dos estudantes para melhorar a qualidade de vida dos idosos. 

univale-na-praca-capa
Reunião de alinhamento do projeto Univale na Praça. Imagem: arquivo pessoal da professora Anaile Toledo

A primeira etapa consiste em uma triagem e está sendo realizada esta semana, na Praça de Esportes, até sexta-feira. “Cada idoso é direcionado a passar por dois testes clínicos para avaliação do equilíbrio e funcionalidade, em seguida ele é conduzido para responder a um questionário e logo após tem seus dados vitais, peso e altura mensurados para o cálculo posterior de seu IMC (índice de massa corpórea). Em 3 dias intensos de ação, já avaliamos mais de 300 idosos”, comemora a professora e coordenadora do projeto, Geane Alves.

Participam do projeto os cursos de Fisioterapia, Fonoaudiologia,Enfermagem e Nutrição. Imagem: Arquivo pessoal professora Geane Alves.

Outras etapas da parceria: 

Após a triagem, cada caso será analisado para que, individualmente, os idosos recebam conclusões e possam ter o tratamento e orientações adequadas,  como explica a professora e coordenadora do curso de Fonoaudiologia, Luciana Silveira: “Investigar o porquê das quedas dos idosos após a prática dos esportes, conhecendo os hábitos de vida, histórico de saúde familiar e os desafios sociais é o caminho para as próximas etapas desenvolvidas pelos cursos da saúde”

Imagem: arquivo pessoal da coordenadora do curso de Fonoaudiologia, Luciana Silveira.

Para o secretário municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, Kevin Figueiredo, a parceria entre o Município e a Universidade reforça a importância da atuação social dos estudantes. “Como um entusiasta do ensino superior, tenho certeza que teremos excelentes resultados desse estudo que fará muita diferença na vida desses idosos e na promoção da qualidade de vida da cidade,” pontou. 

Mais de 300 idosos já foram avaliados pelos estudantes. Imagem: Arquivo pessoal professora Geane Alves.

Cursos que participam do projeto  Univale na Praça:

As avaliações nos idosos estão sendo feitas em turnos da manhã, tarde e noite. Imagem: Arquivo pessoal da professora Geane Alves.
Gostou? Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support