A Univale, Fundação Percival Farquar (FPF) e a Prefeitura de Valadares participaram da apresentação do projeto Marco Zero à Associação Comercial e Empresarial de Governador Valadares (ACE-GV). O evento aconteceu na noite desta quinta-feira (22), na sede da instituição.

O Marco Zero é um projeto de revitalização do bairro São Tarcísio, desenvolvido junto ao curso de Arquitetura e Urbanismo da Univale, que trará novas cores à comunidade, com a pintura das casas. A ideia é inspirada em El Caminito, famoso ponto turístico de Buenos Aires, na Argentina.

O projeto, que ganhará um monumento do marco, vai além da pintura, uma vez que outros cursos da Univale se juntaram para contribuir com a transformação da comunidade. O de Administração está fazendo um trabalho de empreendedorismo. Os moradores serão orientados a conduzir, empreender, aplicar os negócios, ter novas ideias e retorno.

O Núcleo Universitário de Empreendedorismo da instituição colabora e também apoia as atividades que estão sendo realizadas. Cursos da área da saúde aderiram ao projeto  e vão contribuir com ações que visam o bem-estar. O Mestrado em Gestão Integrada do Território participará com a contação de histórias, juntamente com a Academia Valadarense de Letras.

“Essa é uma experiência que permitirá aos alunos vivenciarem a prática. E nessa parceria com a Prefeitura, a gente está trazendo o ‘Mão na Massa’, em que eles fazem os projetos atendendo as necessidades da comunidade”, disse a professora Ilara Duran, coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo.

 

O que dizem os gestores

Para o presidente da FPF, Rômulo Cesar Leite Coelho, é motivo de orgulho dirigir uma instituição que tem times de professores que participam de projetos como esse. Segundo ele, significa muito mais que a revitalização de um bairro: é a transformação da vida das pessoas, o que a Univale faz há mais de 50 anos.

De acordo com o prefeito André Merlo, o Marco Zero vai ser muito importante para o bairro São Tarcísio, pois além de resgatar a história da cidade, vai qualificar os moradores locais, que amam Governador Valadares. O gestor afirma que a ideia é revitalizar a parte estrutural e urbana para que as pessoas tenham o prazer de viver ali.

Jackson Lemos, presidente da ACE-GV, disse que tem o dever de participar de tudo que envolve o desenvolvimento de Governador Valadares, seja com apoio financeiro ou institucional. Para a Associação Comercial é motivo de alegria e satisfação.

 

O Marco Zero

A secretária municipal de planejamento da SEPLAN, Zenólia Maria de Almeida, explica que o Marco Zero é um local onde a cidade tem relação de nascimento, de sua marca e identidade. E no caso de Valadares, foi o bairro São Tarcísio.

“Foi lá que aportaram as primeiras pessoas que vieram até a nossa terra. Era um porto das canoas, mesmo. Os primeiros moradores eram próximos e de outros locais, ribeirinhos também. Depois da construção da estrada de ferro, outros foram morar lá, que era uma área mais ou menos central, pobre, mas que as pessoas podiam pagar para ficar ali”, conta.

De acordo com Zenólia, a ideia é melhorar a vida das pessoas, fazer um primeiro projeto e, depois, replicar na cidade e em outros locais também.

“Nossas conversas com a liderança do bairro têm sido muito positivas. Eles estão ansiosos para que aconteça coisas novas. Então, nós vamos mudar a iluminação do bairro, melhorar o calçamento e, por fim, fazer uma passarela ligando o bairro ao nosso Parque Natural Municipal, passando pelo rio Doce. Haverá espaço para pedestres e bicicletas. Vai ser um ponto turístico. Os moradores vão se sentir valorizados. Suas casas vão ser valorizadas”, finaliza ela.