Percorrer grandes distâncias para realizar sonhos nunca foi problema para Dilson Medeiros. Ele é egresso da turma de 2009 do curso de Sistemas de Informação da Univale e, desde a formatura, tem atuado em grandes empresas, do Brasil e do exterior, em busca do sucesso e da realização profissional.

Atualmente ele presta serviços para a multinacional espanhola Seidor, atendendo um cliente em Miami, mas os objetivos de carreira de Dilson começaram ainda durante a graduação, quando uma multinacional dos Estados Unidos voltada para a área de informática, a International Business Machines Corporation (IBM), fez uma visita à Univale para falar sobre as vagas de trabalho disponíveis. Na época, a principal exigência da empresa era a fluência na língua inglesa.

“Decidi então partir para um intercâmbio na Irlanda. Retornando ao Brasil, fui morar em Belo Horizonte e fui trabalhar na Vilma Alimentos, utilizando o sistema ERP, que é o gerenciamento da empresa em si por meio de vários programas. Lá eu utilizava o da SAP”, destacou Dilson.

Dilson explica que SAP é uma empresa alemã que gerencia o ERP. Ou seja, ERP é a sigla para Enterprise Resource Planning e trata-se de um software integrado de gestão empresarial que reúne numa única solução as informações gerenciais dos setores de uma empresa, tais como contabilidade, finanças, fiscal, RH, suprimentos, patrimônio e vendas.

“Acabei me interessando cada vez mais e mais, até que eu decidi focar nessa área. Procurei saber como eu poderia trabalhar nesse ramo, fiz a Academia SAP e me especializei na parte de SAP MM, que é a parte de logística”, contou.

Depois de um tempo na empresa Vilma, Dilson atuou como consultor na italiana Engineering, atendendo grandes clientes, como a Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig). Após isso, ele recebeu uma proposta para trabalhar na Infosys, uma multinacional indiana. “A Infosys é uma das maiores empresas de consultoria do mundo. Ela faz consultoria de vários tipos de negócios nível SAP. Aqui no Brasil, por exemplo, ela foi o braço direito da Vale do Rio Doce”, destacou Dilson.

Após um período na Infosys, Dilson ainda voltou para a Engineering, antes de aceitar a proposta da FH Brasil, grande empresa de consultoria nível nacional. “De dentro da FH, fiquei um ano atendendo a Votorantim, uma gigantesca empresa brasileira. A partir de um tempo eu não era mais um consultor que fazia as modificações, eles me contrataram para ser o funcionário que pedia as modificações”, comentou.

De saída da FH, Dilson retornou para BH para trabalhar como consultor sênior na Seidor, onde está até hoje, atendendo a empresa AHS, em Miami, por meio do sistema da SAP. “A SAP fornece um caixa que é ajustada de acordo com a necessidade do cliente. Meu trabalho é entender o que o cliente precisa e ajustar a linguagem de programação de alto nível, a ABAP, Advanced Business Application Programming, desenvolvida pela SAP. A minha relação é ajustar o SAP para atender a necessidade do cliente que fica em Miami. Eu entendo a necessidade, escrevo uma especificação funcional e depois eu passo para um desenvolvedor executar”, explicou Dilson.

Para Dilson, a Univale foi o início para essa trajetória de sucesso. Segundo ele, foi na instituição que percebeu que não deveria se dedicar apenas a uma linguagem de programação ou a uma visão limitada de uma parte da tecnologia.

“Além das matérias, os professores, que eu tenho amizade até hoje, essa visão, o contato com o mercado de trabalho, além da qualificação técnica, tudo isso contribuiu. E não é só sala da aula. Tem que entender como as coisas, os processos funcionam. Como se comportar, como apresentar um trabalho em sala de aula ou para os professores, como um TCC. Isso aí vai ser grande diferencial para o seu conhecimento, para você conseguir se comportar na frente de uma diretoria, de uma presidência e não ter vergonha porque você já passou por isso antes em uma faculdade. E não focar somente naquilo que é atual, e sim no que o mercado procura no futuro. Essa é a grande sacada”, concluiu Dilson.