Na última quinta-feira, dia 5 de dezembro, a Escola de Esportes da Univale encerrou suas atividades em 2019 com o “aulão na praça”, uma aula aberta à comunidade que aconteceu na Praça V, no bairro Sir. Entre as 17h30 e as 19h30, mais de 40 crianças e adolescentes participaram de aulas de futsal e mini tênis, organizadas por alunos do curso de Educação Física da Univale.

De acordo com o coordenador da Escola de Esportes, professor Cleber Siman de Amorim., encerrar o semestre com o aulão na praça foi uma forma de aproximar o projeto da comunidade local. “A Escola de Esportes trabalha com uma formação ampla, que vai além das técnicas e táticas esportivas. Essas atividades melhoram a vida em sociedade e conduzem a uma rotina mais saudável, contribuindo para o desenvolvimento do indivíduo e da comunidade onde está inserido. Nosso objetivo com o aulão foi levar essa perspectiva também para as crianças e adolescentes que não participam do projeto”, destacou.

A Escola de Esportes é um projeto de extensão da Univale que envolve os alunos do curso de Educação Física. Para o aluno Petrick Ferreira Araújo, do 6º Período, além da formação profissional, o projeto também é satisfatório por permitir que os alunos contribuam com a sociedade. “É uma sensação de gratidão poder fazer a alegria de muitos ali que não teriam condições de entrar em uma escolinha e ter um treino contínuo. Eles aprendem muitas coisas além de só jogar bola. Para mim, é uma grande oportunidade de adquirir conhecimento, vivenciar na prática como é se relacionar com crianças e adolescentes, que é o campo onde pretendo atuar. Com certeza eu aprendi muitas coisas que levarei comigo para sempre”.

Sobre a Escola de Esportes

A Escola de Esportes da Univale é uma iniciativa do curso de Educação Física que, desde 2015, proporciona acesso a prática orientada de atividades esportivas para a comunidade dos bairros Capim, Cardo, Santos Dumont I, Santos Dumont II, São Pedro e Universitário. O projeto beneficia tanto as crianças e adolescentes que participam do projeto quanto os alunos da graduação em Educação Física, pois são eles os responsáveis por orientar a prática esportiva, sempre sob a supervisão de um professor. Além disso, a atividade contribui para a formação acadêmica e o aprimoramento das habilidades e competências específicas do esporte.