Em outubro a profissão de Fisioterapeuta completou 50 anos no Brasil e, para homenagear os profissionais que transformam movimentos em qualidade de vida, os alunos do 2° período do curso de Fisioterapia, sob a orientação das professoras Geane Dutra e Rosalina Gomes, organizaram uma mesa redonda com o tema “Legislação, ética e bioética na prática fisioterapêutica”.

A abertura foi feita pela Reitora da Univale, professora Lissandra Lopes Coelho Rocha, que, em sua fala, destacou a importância de promover a integração entre alunos e profissionais da área, a partir de atividades como essa.

“A cada evento que participo vejo o crescimento dos cursos, o empenho e a capacidade formativa e inovadora dos professores e o desenvolvimento de vocês, estudantes. Ainda mais quando se trata de um evento como este, que reúne todos os períodos e promove integração, a interatividade, a interdisciplinaridade tão importante para a formação de profissionais, sobretudo, de profissionais da área da saúde que irão atuar em equipe multidisciplinares”, concluiu.

A atividade foi inteiramente organizada pelos próprios alunos. Segundo a professora Geane, os alunos se superaram na em cada detalhe do evento. “O objetivo era discutir algo tão essencial para a vida profissional e pessoal dos alunos como futuros profissionais, e o foi alcançado”.

Além dos alunos e professores, o evento contou com a presença de profissionais da área. O debate da mesa ficou por conta dos fisioterapeutas Dr. Cristiano Carneiro Oliveira, professor do departamento de Fisioterapia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFJF),  Dr. José Avelino, conselheiro do Conselho Regional de Fisioterapia da 4ª região (Crefito 4), Dra. Graziele Moreno, e Dra. Camila Leal, delegada do Crefito 4. Eles abordaram sobre os desafios éticos na pesquisa, na prática clínica e em relação ao cumprimento das leis e do código de ética profissional.