Comissão Própria de Avaliação

Sobre a CPA

As Comissões Próprias de Avaliação – CPAs, são responsáveis pela coordenação dos processos internos de avaliação da instituição – Autoavaliação, de sistematização e de prestação das informações solicitadas pelo INEP. As CPAs atuarão com autonomia em relação a conselhos e demais órgãos colegiados existentes na instituição, garantindo a participação de todos os segmentos da comunidade universitária e de representantes da sociedade civil organizada. 


A prática da Autoavaliação como processo permanente será instrumento de construção e/ou consolidação de uma cultura de avaliação na Instituição. A avaliação, realizada anualmente, é de fundamental importância para o aprimoramento da gestão acadêmica e administrativa na concepção da missão, dos objetivos e metas, visando à melhoria da qualidade do ensino oferecido. O seu caráter formativo deve permitir o aperfeiçoamento tanto pessoal – dos docentes, discentes e corpo técnico-administrativo – quanto institucional, pelo fato de colocar todos os atores em um processo de reflexão e autoconsciência.

  • Membro Docente da Comissão Própria de Avaliação

    Cirurgiã Dentista formada na Faculdade de Odontologia de Governador Valadares -FOG em 1981. Especialista em Dentística Restauradora CROMG. Especialista em Metodologia no Ensino Superior Univale. Especialista em Avaliação Universitária -UNB. Especialista em Gestão do Ensino Superior Univale. Mestre em Educação- Instituto Jose Varona – Cuba. Membro da CPA -representante docente. Professora de Clínica Integrada II e Estagio Supervisionado no Polo de Atendimento Pacientes Especiais Odontologia. Membro da comissão da Curricularização da Extensão.
  • Membro Discente da Comissão Própria de Avaliação

    Mariana Pinheiro Caldas, 19 anos, nasci e cresci em Governador Valadares, ingressei na graduação aos 17 anos na Univale e atualmente curso o 4º período de Enfermagem. Faço parte da Comissão Própria de Avaliação da Univale como representante do corpo discente, sou membro do grupo de pesquisa “A enfermagem estendida ao campo de práticas da Vigilância em Saúde, tuberculose e população privada de liberdade de Governador Valadares”. Trabalho meio período como cuidadora e aos finais de semana como fotógrafa.

  • Membro da Sociedade Civil da Comissão Própria de Avaliação

    Formado em Administração de Empresas pela FAGV – 1992. Pós-graduação em Gestão Empresarial e Marketing pela Unifacs (Universidade Salvador) – 1994.Pós-graduação em Marketing e Gestão FGV – 1999. Presidente do Clube de Diretores Lojistas de Governador Valadares – CDL – GV.
  • Representante Técnico Administrativo – Presidente da Comissão Própria de Avaliação

    Graduação -Tecnólogo em Gestão de Recursos Humanos. Pós-Graduação – MBA em Gestão de Pessoas. Técnico Administrativo da Universidade vale do Rio Doce – Univale desde setembro de 1975. Presidente/Coordenador da Comissão Própria de Avaliação da Universidade Vale do Rio Doce – CPA/Univale. Professor das Disciplinas: Gestão Estratégica de Pessoas, Recrutamento e Seleção de Pessoas, Administração de cargos e salários e Avaliação do Desempenho das Pessoas dos Cursos de Administração e Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos na Modalidade a Distância. Gestor da Ouvidoria da Universidade Vale do Rio Doce, de março de 2011 até o momento. Integrante do Quadro de Gestores e Pessoal Técnico Administrativo para atuar na Modalidade de Educação a Distância da Univale – desde 2015. Participação em todos os seminários EaD Univale. Curso de Qualificação Profissional em Processos Técnicos e Administrativos para atuar na Modalidade EaD – maio a junho de 2016 – 40h. Membro efetivo do Corpo Social de Profissionais Técnicos e Administrativos do Núcleo de Educação à Distância – NEAD da Universidade Vale do Rio Doce. Participação no Balcão da Cidadania da Univale. Participação em atividades sociais e de apoio as comunidades carentes como Instrutor de Oficina de Origami – Dobraduras. Brigadista de Incêndio com Diploma conferido pelo 6º Batalhão da Polícia Militar de Governador Valadares – MG.

A experiência de avaliação institucional da Universidade Vale do Rio Doce (Univale), ao longo de sua história, contribuiu para revitalizar o processo de qualificação da atuação Universitária, elevando o nível de sua produção e de seus serviços.

Após o reconhecimento da instituição como Universidade em julho de 1992, foi criada a Comissão Permanente de Avaliação Institucional (COPAI), que elaborou o Projeto de Avaliação Institucional (PAI), com a finalidade de atender às necessidades internas de autoconhecimento, buscando a melhoria da qualidade dos serviços prestados pela instituição.

Visando atender às necessidades acadêmicas e administrativas, a Universidade criou, em 2002, a “Comissão de Avaliação Institucional” com a responsabilidade de avaliar sistematicamente seus cursos de graduação. A partir de cada avaliação, os indicadores apresentados nos relatórios serviram como balizamento de ações para melhoria da qualidade da graduação e foram considerados mecanismos expressivos para a tomada de decisões.

A Autoavaliação, como atividade contínua e participativa, contribui efetivamente para a construção e/ou consolidação de uma cultura de avaliação da Instituição, com a qual a comunidade interna se identifique e comprometa. O seu caráter formativo deve permitir o aperfeiçoamento tanto pessoal (dos docentes, discentes e pessoal técnico-administrativo) quanto institucional, pelo fato de colocar todos os atores em um processo de reflexão e autoconsciência.

O projeto de Autoavaliação Institucional da Univale foi elaborado pela CPA/Univale e, após aprovação pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão – CONSEPE, foi encaminhado ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP em março de 2005.

Assim, tornou-se um documento norteador pronto para a avaliação interna da instituição, contemplando as dez dimensões previstas pelo SINAES.

Os resultados globais da Autoavaliação, apresentados por intermédio de relatórios e gráficos por categoria avaliada, servem de subsídios para que a administração superior – Reitoria, Pró-reitoria, Coordenadores de Cursos de Graduação e Chefias de Setores – possa vislumbrar a atual realidade da Instituição e, a partir destes dados, tomarem decisões em consonância com os anseios apontados pela comunidade acadêmica.

O relatório com resultados específicos da avaliação de cada um dos cursos de graduação da Instituição, das Coordenações dos Cursos de Graduação e dos Egressos da Univale, possibilita feedback e uma ampla divulgação e discussão dos resultados da avaliação junto ao corpo docente, discente e pessoal técnico-administrativo, visando à superação de pontos a serem aperfeiçoados detectados e à otimização das potencialidades.

As ações avaliativas da CPA/Univale, não são propostas apenas para cumprimento de exigências legais, mas também em atendimento as necessidades da Univale, em uma trajetória que configura um processo contínuo, que envolve sua percepção na maneira de conceber, assumir interpretar e programar suas atividades, marcada por ações, processos e reflexões que conduzam ao seu autoconhecimento, numa busca constante, visando sempre à melhoria da qualidade do ensino e da Instituição.

A Autoavaliação Institucional é coordenada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA), cujo modelo deve pautar-se nas orientações gerais elaboradas a partir de diretrizes estabelecidas pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES). É um processo contínuo por meio do qual uma instituição constrói conhecimento sobre sua própria realidade, buscando melhorar a qualidade educativa e alcançar maior relevância social.

Portanto, a Autoavaliação ou avaliação interna é um processo cíclico, criativo e renovador de análise, interpretação e síntese das dimensões que definem a Instituição.

Os eixos a serem consideradas no processo de Autoavaliação fazem parte do instrumento de avaliação da instituição que será utilizado pelas Comissões de Avaliação Externa.

Eixos da Avaliação Institucional:

  1. Planejamento e Avaliação Institucional;
  2. Desenvolvimento Institucional;
  3. Políticas Acadêmicas;
  4. Políticas de Gestão;
  5. Infraestrutura.
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support