Bibliotecas da Univale possuem cerca de 200 exemplares adaptados para deficientes visuais

As bibliotecas da Univale consolidaram parcerias desde o início dos anos 2000, nas quais conseguem proporcionar livros acessíveis para pessoas com deficiência visual.

Dia 4 de janeiro é celebrado o Dia do Braille, uma data determinada pela Organização das Nações Unidas (ONU) para reforçar a importância da acessibilidade da leitura e da escrita para pessoas com deficiência visual. O Braille é um sistema de alfabetização e leitura tátil, composto de várias combinações de pontinhos em alto relevo que representam números, letras e outros diversos sinais. As bibliotecas da Univale dispõem, juntas, de um acervo com aproximadamente 200 livros neste sistema, além de outros formatos como DAISY, MP3 e Fonte Ampliada. 

Acervo acessível das bibliotecas da Univale

bibliotecas-da-univale-acervo
O acervo das bibliotecas da Univale contam com cerca de 200 exemplares adaptados — Imagem: Junior Oliveira

Desde o início dos anos 2000, o Instituto Benjamin Constant (IBC) fornece exemplares acessíveis para as bibliotecas da Univale, como a Revista Pontinhos e a Revista Brasileira para Cegos (RBC). A Univale também é associada à Fundação Dorina Nowill desde 2018 e, a partir do ano passado, ela disponibilizou por meio Biblioteca Online Dorinateca livros em formatos DAISY, MP3 e Fonte Ampliada.

A bibliotecária Carolina Cândido Pereira é responsável tanto pela Biblioteca Central (Campus II) quanto pela Biblioteca Setorial (Campus I). Para ela, as bibliotecas devem ser espaços democráticos, acolhedores, acessíveis e inclusivos, preparadas para atenderem a todos.

“A seleção, aquisição e disponibilização, por mais que atualmente o nosso acervo em Braille não seja de cunho científico, contribuiu de certa forma para a qualidade de vida da Pessoa  com Deficiência Visual (DV), seja cegueira ou baixa visão. Contribui ainda ao ampliar as possibilidades de inclusão na sociedade dando autonomia de acesso, uma vez que o acervo está disponível não apenas para os nossos alunos, mas também para a comunidade do entorno, estando a Biblioteca Central e Setorial da Univale aberta ao público em geral. Por meio de doações de instituições brasileiras renomadas na produção de material em Braille, oferecemos aos nossos usuários o acesso por meio de empréstimo domiciliar ou consulta in loco (comunidade sem vínculo com a Univale). Com essa disponibilização fortalecemos a visão da nossa universidade em ‘ser referência como instituição educacional, inovadora, comunitária e inclusiva’.”

O sistema Braille

bibliotecas-da-univale-sistema-braille
O sistema Braille foi desenvolvido em 1837, possibilitando que pessoas com deficiência visual tivessem acesso à leitura e escrita — Imagem: Junior Oliveira

Desenvolvido por Louis Braille, o método de escrita Braille surgiu no século XIX por meio de uma adaptação das leituras táticas que soldados franceses utilizavam para se comunicarem de noite. Sua primeira versão final foi apresentada em 1837 e, segundo o Mundo Educação, em 1854 ele foi introduzido aqui no Brasil por José Álvares de Azevedo.

Confira os horários de funcionamento das bibliotecas da Univale.

Biblioteca Setorial Campus I/Eteit

De 20/12/2021 a 28/01/2022

Horário: fechada

Biblioteca Central Campus II

De 20/12/2021 a 28/01/2022

Horário: 7h às 18h

Gostou? Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support