Simpósios Temáticos


ST 01 - Água, saneamento e saúde
Proponente: Hernani Ciro Santana
http://lattes.cnpq.br/0063179678517369
civileambiental@univale.br

As mudanças ambientais, econômicas e sociais exigem um posicionamento crítico em relação à prática da sustentabilidade. Este simpósio pretende fomentar a difusão do conhecimento e uma discussão sobre Água, saneamento e saúde; no que se referem aos avanços, benefícios e limitações. Este simpósio temático permitirá convergir e divergir pontos que compõem estes paradigmas, que passam a contribuir com a formação do cidadão e também alimentar a discussão sobre o desenvolvimento político ambiental do Brasil.

ST 02 - Desafios da Engenharia: inovação, tecnologia e qualidade.
Proponente: Dayane Gonçalves Ferreira
http://lattes.cnpq.br/4941883554876026
dayaneferreira@univale.br

O cenário atual da engenharia, cada vez mais competitivo e dinâmico, requer práticas inovadoras de seus profissionais para que eles se estabeleçam e destaquem no mercado. O desenvolvimento de sistemas construtivos com menores custos e maior produtividade, redução de desperdícios em canteiro de obras, reaproveitamento de resíduos de diferentes origens e uso de materiais reciclados são desafios diários dos profissionais e empresas da área. Este simpósio temático tem por objetivo receber trabalhos que visem discutir os desafios enfrentados pela engenharia e as perspectivas de avanços, promovendo vasta troca de experiências entre profissionais, estudantes e pesquisadores frente às tecnologias, inovações e gestão da qualidade na construção civil.

ST 03 - Desastres e Impactos Ambientais e a condição humana como temporalidade em sua íntima relação com o ambiente e a biodiversidade.
Proponente: Ivana Cristina Ferreira Santos
http://lattes.cnpq.br/4294944406091598
ivana.cristina@univale.br

São temas pertinentes a este ST: desastres naturais e desastres socioambientais; economia, ambiente e condição de vida; conhecimento e detecção de fatores de risco ambiental; segurança, resiliência, risco, vulnerabilidade, adaptação e mitigação do risco/desastre natural ou socioambiental; avaliação e gestão de riscos químicos, tecnológicos e ecológicos para a biodiversidade; defesa civil na promoção da resiliência, prevenção e mitigação dos riscos e desastres naturais e socioambientais; o território e desastre socioambientais; urbanização, planejamento urbano e vulnerabilidade socioambiental; planejamento, planos diretores de ordenamento do território e planos emergenciais; questões teóricas e metodológicas de gestão ambiental, risco e desastres; território, natureza e desastres no currículo, ensino e formação docente; paradigmas socioeconômicos e políticos dominantes e as lógicas de desenvolvimento a eles associados; políticas conservacionistas e/ou preservacionistas e construção de sociedades mais sustentáveis; relações entre riscos, desastres, aspectos e impactos ambientais; impactos ambientais no território brasileiro e sua relação com a condição humana.

ST 04 – Docência no Ensino Superior: Desafios Contemporâneos
Proponentes: Cristiane Mendes Netto – http://lattes.cnpq.br/7530542569873879
Renata Greco de Oliveira – http://lattes.cnpq.br/7190262153226466
cris.netto@gmail.com; regreco@gmail.com

Nos últimos anos do século XX, movimentos internacionais emitiram documentos que redefiniram a missão do Ensino Superior de formar não apenas técnicos qualificados, mas também cidadãos responsáveis, éticos, sujeitos de sua aprendizagem, produtores de conhecimentos e comprometidos com as questões sociais. Ao mesmo tempo, vive-se uma acelerada revolução tecnológica, sobretudo no campo da informação e da comunicação, que invade cotidianamente os processos pedagógicos-didáticos. Esse cenário compõe o pano de fundo da profissão docente na Educação Superior e ganha diversos contornos na identidade profissional de professores e suas concepções sócio-políticas, éticas, didáticas e culturais. Nesse sentido, este simpósio temático tem por objetivo discutir os desafios contemporâneos que estão colocados para a formação e o trabalho do professor do Ensino Superior, sua identidade profissional, experiências, práticas, organização e inovação pedagógica.

ST 05 – Educação Ambiental: pesquisas e práticas
Proponente: Thiago Martins Santos
http://lattes.cnpq.br/1907699147565032
thiagomartinsantos@yahoo.com.br

Desde a conferência de Estocolmo, em 1972, marco inicial da educação ambiental, há um consenso de que se deve educar o cidadão para a solução dos problemas ambientais. No Brasil, o boom da educação ambiental ocorre no final dos anos 1980 e início da década de 1990, com o assassinato de Chico Mendes; com a pressão internacional sobre o País devido ao desmatamento da Amazônia; e com a realização da conferência Rio-92. Atualmente, vê-se uma diversidade de práticas educativas para o meio ambiente em contextos variados: universidades, escolas, igrejas, parques, associações de bairro, empresas, meios de comunicação de massa, evidenciando a multiplicidade de espaços e de possibilidades teórico-metodológicas da educação ambiental. No âmbito acadêmico, é notável o aumento do número de pesquisas e a realização de importantes debates que tomam a educação ambiental como tema. Assim, visando colaborar com esse movimento de crescimento e fortalecimento da educação ambiental, este ST pretende reunir trabalhos de estudantes de graduação e pós-graduação, professores de educação básica e de ensino superior, pesquisadores, gestores ambientais e demais interessados em problematizar pesquisas e práticas em educação ambiental.

ST 06 – Educação e Território
Proponente: Maria Celeste Reis Fernandes de Souza
http://lattes.cnpq.br/2703384157059932
celeste.br@gmail.com

Este simpósio temático tem como propósito refletir sobre as relações que se estabelecem entre Educação e Território: políticas públicas da educação local (tendo como referência o global); processos de exclusão e inclusão educacional; relações educativas em espaços escolares e não escolares; relação entre educação e migração; projetos e programas educacionais; educação do campo; educação e movimentos sociais; gestão educacional e análise de fenômenos diversos que desafiam gestores e pesquisadores do campo da educação em suas articulações com o território (analfabetismo, alfabetismo, infância, juventude, acesso e permanência na escola, empoderamento de pessoas e grupos, relações étnicas, raciais, geracionais e de gênero, resultados de avaliações sistêmicas).

ST 07 – Gênero e diversidade sexual: educação, movimentos sociais, sujeitos e processos.
Proponente: Edmarcius Carvalho Novaes
http://lattes.cnpq.br/1839934028603060
edmarcius@hotmail.com

Os estudos sobre as diferenças sexuais, de caráter interdisciplinar, abordando perspectivas culturais, sociais e históricas, discutem (re)configurações sobre temáticas envoltas às questões da sexualidade, do feminismo, saúde, direitos reprodutivos, políticos, geracionais, familiares, laborais, homossexualidade, identidade, subjetividade, comunicação e violências. O objetivo deste simpósio é provocar debate sobre a pertinência desse campo, ampliando contribuições sobre os estudos das relações de gênero e sexualidade, a partir de recortes epistemológicos que envolvem classe, etnia, aspectos comunicativos – mídia e arte e as relações de imaginários e estereótipos, a partir das subjetividades das inter-relações sociais e de movimentos sociais, urbanos e rurais, que pautem demandas afetas.

ST 08 – Gestão e Planejamento urbano
Proponente: Dayane Gonçalves Ferreira
http://lattes.cnpq.br/4941883554876026
dayaneferreira@univale.br

A expansão das cidades é uma realidade dos municípios, que acarreta problemas relacionados aos transportes, à mobilidade, ao saneamento, à habitação, dentre outros temas ligados à engenharia urbana. Há a necessidade de discussão pela busca por soluções destes desafios e propostas que coloquem as cidades no centro, tanto das preocupações, quanto das soluções. Este simpósio temático tem por objetivo receber trabalhos que visem discutir os desafios enfrentados pela engenharia e as perspectivas de avanços, promovendo vasta troca de experiências entre profissionais, estudantes e pesquisadores frente a gestão e planejamento urbano.

ST 09 – Gestão integrada de água e resíduos urbanos
Proponente: Hernani Ciro Santana
http://lattes.cnpq.br/0063179678517369
civileambiental@univale.br

As mudanças ambientais, econômicas e sociais exigem um posicionamento crítico em relação à prática da sustentabilidade. Este simpósio pretende fomentar a difusão do conhecimento e uma discussão sobre a Gestão integrada de água e resíduos urbanos, no que se referem aos avanços, benefícios e limitações. Este simpósio temático permitirá convergir e divergir pontos que compõem estes paradigmas, que passam a contribuir com a formação do cidadão e também alimentar a discussão sobre o desenvolvimento político ambiental do Brasil.

ST 10 – Juventude, Direito e Educação
Proponente: Eunice Maria Nazarethe Nonato
http://lattes.cnpq.br/7829989727493141
eunicenazarethe@hotmail.com

Este Simpósio Temático propõe discussões e debates em torno de questões ligadas à juventude, direito e educação. Volta-se especialmente para compreensão da relação que os jovens (em situação de conflito escolar ou não) estabelecem com o saber; sobre o papel da escola; as práticas e gestão da educação; a educação como direito; violência e suas mais diversas formas de manifestação no âmbito escolar; redemocratização do ensino público; efetividade dos princípios de igualdade de condições de acesso e permanência na escola; tensões e antagonismos presentes na convivência coletiva; relações de poder e conflitualidades no contexto escolar; educação social; medidas socioeducativas e direitos humanos. Assim, o objetivo principal deste ST é ser espaço para apresentação de trabalhos que congreguem olhares sobre a condição do ser jovem, sobre os processos educativos e sobre a garantia de direitos.

ST 11 - Letramentos múltiplos, cultura e sociedade
Proponente: Julianna Silva Glória
http://lattes.cnpq.br/3015932754080805
juliannasilvagloria@yahoo.com.br

A sociedade ocidental atual convive com diversos usos sociais da escrita. Essa se apresenta em suportes e através de gêneros textuais variados, proporcionando as mais ricas experiências comunicativas. Esse simpósio temático, portanto, tem como objetivo receber trabalhos científicos que abordem reflexões sobre práticas sociais de leitura e de produção textual, suas implicações, dificuldades, desafios e contribuições nos mais diferentes contextos de uso (família, trabalho, igreja, escola, dentre outros), visando ampliar a compreensão do fenômeno do letramento numa perspectiva de diálogo interdisciplinar, territorial e transcultural.

ST 12 – Meio Ambiente, Ecologia e Gestão Ambiental
Proponente: Renata Bernardes Faria Campos
http://lattes.cnpq.br/5599178303238933
rbfcampos@gmail.com

A gestão ambiental pode ser tratada em diferentes perspectivas que incluem bacias hidrográficas, parques e reservas florestais, áreas de proteção ambiental, dentre outras tantas modalidades de gestão. A gestão ambiental empresarial, essencialmente voltada para organizações, que levam em conta a saúde e a segurança das pessoas e a proteção do meio ambiente também se incluem nesta discussão. Nesse sentido, o conhecimento do funcionamento dos ecossistemas, por meio do estudo de padrões e mecanismos ecológicos, possibilita tecnologias para a eliminação ou minimização de impactos e danos ambientais, visando ações de preservação, conservação e recuperação ambiental. Este simpósio temático tem por objetivo receber trabalhos que, partindo de um diálogo amplo, problematizem questões ambientais, políticas de saúde ambiental e estratégias de desenvolvimento sustentável.

ST 13 – Migrações e seus desafios na contemporaneidade
Proponentes: Sueli Siqueira - http://lattes.cnpq.br/7291049182118911
Sandra Nicoli – http://lattes.cnpq.br/8720126400304425
Devani Tomaz Domingues – http://lattes.cnpq.br/1815817588556987
suelisiqueira.gv@gmail.com;nicolinicoli@hotmail.com;devanitomaz@yahoo.com.br

Os movimentos migratórios, ao longo da história, promoveram novos desafios para os estudiosos da mobilidade humana por suas instigantes facetas. Compreendê-los a partir de uma visão disciplinar é uma tarefa que tem se mostrado pouco eficiente. As motivações e os impactos na origem e no destino produziram novos eventos que marcaram os territórios e suas sociedades. Nesse sentido, a proposta desse simpósio temático consiste em proporcionar uma troca de experiências numa dimensão interdisciplinar acerca dos estudos sobre a mobilidade humana, numa perspectiva histórica, econômica e psicossocial entre o Brasil e diversos destinos (Canadá, Estados Unidos, Europa, América Latina e outros). Decorrente desses movimentos surge questões relacionadas ao transnacionalismo, politicas migratórias, xenofobismo, refugiados, cultura da migração dentre outras. Esse simpósio temático tem por objetivo receber trabalhos que, partindo de um diálogo interdisciplinar, visem problematizar o fenômeno da migração internacional em suas diversas dimensões.

ST 14 – Nas curvas de um rio: sobre o ato de acompanhar diferentes iniciativas e saberes para preservação da biodiversidade na bacia do rio Doce
Proponente: Hernani Ciro Santana http://lattes.cnpq.br/0063179678517369
civileambiental@univale.br

As medidas de conservação, preservação e desenvolvimento destinadas à manutenção da biodiversidade foram colocadas em evidencia após o maior desastre ambiental do Brasil. A proposta abarcará trabalhos que abordem, na bacia do rio Doce, Convenção sobre diversidade biológica, Âmbito Jurisdicional, Medidas Gerais para a Conservação e a Utilização Sustentável, Identificação e Monitoramento, Pesquisa e Treinamento, Educação e Conscientização Pública, Avaliação de Impacto e Minimização de Impactos Negativos. Lembrando que os enredamentos podem dar-se em instâncias diversas como práticas de campo, textos, medidas judiciais, controvérsias, audiências públicas, intervenções em sistemas de conhecimento-e-ação comumente chamados de locais ou tradicionais, dentre outras. Serão considerados trabalhos com diferentes abordagens teóricas e empíricas, bem como provenientes de diferentes origens disciplinares.

ST 15 – Psicologia e Inserção em Espaços Sociais, Institucionais e Educativos
Proponente: Tandrécia Oliveira
http://lattes.cnpq.br/6244313003508041
tandrecia.oliveira@univale.br

A Psicologia enquanto ciência vem se transformando contemporaneamente, atrelada a visões concretas e críticas sobre a inserção profissional em espaços socioeducativos e instituições. Em seu desenvolvimento este fazer profissional se enraizou numa dicotomia entre objetividade e subjetividade; objeto e sujeito; indivíduo e sociedade, determinando uma prática profissional curativa e remediativa. Porém, as demandas sociais vêm invadindo nosso conhecimento e já não se pode mais falar na atuação psicológica sem considerar o mundo social e cultural do indivíduo, como um ser constituído a partir de relações sociais como formas de produção da sobrevivência. Nesses aspectos tem se ampliado a demanda do trabalho psicológico para além da clínica do indivíduo, se direcionando para a intervenção em espaços coletivos como as instituições sociais e educativas. Objetiva-se, então, abrir espaço para a reflexão e partilha de experiências sobre as demandas de intervenção do trabalho psicológico em espaços sociais diversos, privilegiando temáticas ligadas à inserção profissional no contexto social, educacional e da saúde. Com isso, a Psicologia se abre para questões ligadas ao compromisso social como uma exigência, como um critério relevante de intervenção, visando promover mudanças na saúde e qualidade de vida e do sujeito como um ser individual, mas também coletivo.

ST 16 - Qualidade de vida e saúde bucal nos diversos ciclos de vida
Proponente: Marileny Boechat Frauches Brandão
http://lattes.cnpq.br/5165913806394864
marilenyboechat@uol.com.br

A compreensão dos diversos ciclos de vida é importante para a construção e fortalecimento do cuidado em saúde, pois entende melhor o momento e o contexto da vida do indivíduo como um todo. A qualidade de vida abrange muitos significados que refletem conhecimentos, experiências e valores individuais e coletivos que a ele se reportam em diferentes épocas, espaços e histórias. Sua concepção está relacionada a valores não materiais, como amor, liberdade, solidariedade, inserção social, realização pessoal e felicidade. Deste feito, destaca-se que a saúde bucal é um componente de destaque da saúde geral e bem-estar, tornando-se essencial para a qualidade de vida do indivíduo, mas que depende de fatores biológicos, socioeconômicos, políticos e ambientais. A percepção de saúde e doença pode se modificar em função dos diferentes estágios de desenvolvimento emocional, social e de linguagem; da condição cultural; socioeconômica e de saúde. Destaca-se que os indivíduos percebem a importância da saúde bucal para a qualidade de vida sob diversas formas nos domínios físico, social e psicológico, sendo que a capacidade de se alimentar e a ocorrência de dor e desconforto são os aspectos positivos e negativos mais relevantes para a qualidade de vida, respectivamente. Assim avaliar o quanto a condição de saúde bucal afeta a qualidade de vida dos indivíduos nos diferentes ciclos de vida representa um primeiro passo para o desenvolvimento de medidas mais efetivas e adequados na busca da promoção de saúde. A literatura ressalta que problemas de saúde bucal podem certamente afetar a qualidade de vida dos indivíduos, impedindo seu funcionamento físico, social e estima pessoal. Assim o objetivo deste simpósio temático é ser espaço para discussão do quanto os aspectos de vida dos indivíduos, nos domínios físico, psicológico, material e social são afetados pela condição de saúde bucal.

ST 17 – Segurança Pública e Território
Proponente: Mauro Augusto dos Santos
http://lattes.cnpq.br/4283145000684078
mauroasantos@gmail.com

No Brasil, o aumento da criminalidade verificado nas últimas décadas tem levado a população a experimentar também um aumento da sensação de insegurança. Com isso, a questão da segurança pública tem sido um tema central na agenda política brasileira, tendo em vista que os já muitos altos índices de criminalidade ainda assim apresentam uma tendência para o crescimento. Nesta sessão temática pretende-se discutir a questão da segurança púbica com ênfase em políticas públicas de prevenção da criminalidade e de combate ao tráfico de drogas; populações vulneráveis a violência; a juventude enquanto vítima e autora da violência; políticas públicas de combate de drogas; e violência contra a mulher.

ST 18 – Territorialidades da saúde e da doença
Proponente: Maria Terezinha Bretas Vilarino
http://lattes.cnpq.br/3726945999922150
tevilarino@yahoo.com.br

Este Simpósio Temático propõe a apresentação e discussão de estudos e pesquisas relacionadas aos territórios e territorialidades da saúde e da doença, incluindo: discussão sobre conceitos de saúde/doença, práticas de saúde, percurso e histórias do processo de institucionalização da saúde pública no Brasil, entre outros temas afins. A temática da saúde pública no Brasil só recentemente tem sido estudada numa vertente territorial. Nesse sentido, a compreensão sobre o processo histórico e de territorialização da saúde pública, sobre as políticas concernentes a esse processo e sobre as territorialidades a ele vinculadas, podem revelar novos entendimentos teóricos e práticos nesse campo.

ST 19 – Território, Narrativa e Cultura
Proponente: Patrícia Falco Genovez - http://lattes.cnpq.br/9531427794137589
José Luiz Cazarotto - http://lattes.cnpq.br/6104588708616688 patricia.genovez@superig.com.br;jlcazrotto@uol.com.br

A complexidade da realidade atual tem redimensionado as leituras acerca dos Estudos Territoriais e tem demandado uma postura cada vez mais interdisciplinar. Numa perspectiva mais subjetiva o conceito de Território tem estreitado os laços com as memórias (individuais e coletivas), suas respectivas narrativas e práticas culturais. Nesse sentido, buscaremos refletir neste simpósio temático o território que emerge da intrínseca relação entre o individual e o social, o local e o global, o subjetivo e o intersubjetivo, abarcando temáticas variadas dentre as quais podemos destacar: a formação histórica do território, as dimensões humanas do urbano, a memória e o patrimônio, moradia, erradicação de assentamentos, reintegração de posses, deslocamentos espaciais (migrações) e demais temáticas que envolvam o ser humano e as suas territorialidades.

ST 20 – Território, Natureza e Nação
Proponente: Haruf Salmen Espíndola http://lattes.cnpq.br/3672227458843276
haruf@univale.br

O objetivo deste ST é discutir temas como: as relações entre território, nação e natureza; a construção histórica da identidade nacional como “comunidade imaginada”, a sua relação com a natureza tropical e com outras identidades políticas e identidades regionais; a importância dos regionalismos; conflitos de interesse, estrutura de poder e processos decisórios; instituições políticas, democracia e participação política; desigualdade e pobreza no Brasil, movimentos sociais, cidadania e direito; formação histórica do território: processos de ocupação e exploração dos biomas brasileiros; relações de comunidades tradicionais com a natureza; relações entre ambiente, território e identidade cultural; relações entre técnica, território e natureza. Também interessam ao ST as dimensões normativas, ideológicas e territoriais da construção do Estado e as questões socioambientais; questões socioterritoriais e conflitos pelo controle do espaço e dos recursos naturais; processos de ordenamento do território e questões socioambientais; concepção e atitude em relação à natureza; percepções sobre o mundo ao redor e fixação de significados sobre natureza. Outra questão que interessa ao ST relaciona às diferentes perspectivas do exercício do poder com ênfase na formação do território brasileiro.

ST 21 – Território da Arte em um Espaço Multinatural
Proponente: Edileila Maria Leite Portes
http://lattes.cnpq.br/6382249273852302
edileilaportes@gmail.com

A Modernidade trouxe, no seu bojo, a percepção de um espaço territorial que articula o geográfico e o simbólico. Nesse viés, a presença de percepções particulares e identitárias se fazem visíveis e se relacionam, trazendo convergências e contradições. Naturezas, culturas, identidades se deslocam de um ponto a outro, superando os limites do tempo e do espaço. Nessa perspectiva, propomos para este simpósio temático, o estudo da Arte como forma simbólica que expressa no território uma determinada natureza ou uma determinada cultura, uma vez que ela esteve presente em todas as sociedades e em todas as civilizações, norteando e identificando muitas delas. O objetivo deste simpósio é propor discussões acerca do tema, apresentando proposições conceituais e abordagens diversas para o estudo do Território, da Arte, da Natureza, da Cultura e concomitantemente das identidades presentes nesse contexto, uma vez que se confrontam, muitas vezes, com conceitos múltiplos, implicando nos resultados dos estudos e das ações propostas.

ST 22 –Territórios Midiáticos, Culturas Simbólicas e Representações Sociais
Proponente: Franco Dani de Araújo e Pinto
http://lattes.cnpq.br/6353244738777051
franco.araujo@univale.br

 A mídia é um território simbólico capaz de gerar significados e culturas simbólicas, indispensáveis ao processo de comunicação. A construção midiática e as disputas interacionais em torno de discursos e enquadramentos relacionados a grupos sociais como forma de “controle simbólico” sobre o espaço onde esses grupos vivem, tem pautado, de maneira cada vez mais recorrente, estudos nas áreas das ciências humanas e sociais. Esse “controle simbólico” surge a partir da produção de notícias e dos veículos de comunicação que configuram processos sociais marcados por relações de poder, constituindo, portanto, territórios midiáticos. Nesse espaço cultural de partilha de significados, sua perspectiva leva em consideração as dinâmicas de poder estabelecidas na interação. Este simpósio temático tem por objetivo receber trabalhos que, partindo de um diálogo interdisciplinar, visem discutir o papel da mídia, enquanto território simbólico, nas representações sociais e em suas diversas dimensões.

ST 23 - Agronegócio: cadeias produtivas
Proponente: Maykon Dias Cezário agronomia@univale.br
http://lattes.cnpq.br/0442055996169172

O agronegócio ocupa um lugar de destaque na economia mundial, principalmente nos países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento, pois garante o sustento alimentar das pessoas e sua manutenção, além disso, contribui para o crescimento da exportação e do país que o executa. As diversas atividades produtivas que estão diretamente ligadas à produção e subprodução de produtos derivados da agricultura e pecuária podem ser discutidas neste simpósio. Este simpósio temático tem o objetivo também de discutir as tecnologias empregadas pelo setor agrícola, as perspectivas de avanço e troca de experiências campo e academia.

ST 24 - Atenção odontológica: estratégias para o cuidado por ciclos de vida e condição sistêmica
Proponente: Suely Maria Rodrigues
http://lattes.cnpq.br/7655838157312171
suely.rodrigues@univale.br

A prática do cuidado familiar propõe intervenções que influenciem os processos de saúde-doença dos indivíduos. Visa utilização de estratégias em relação à saúde bucal das famílias, incluindo as diferentes fases dos ciclos de vida: bebê, criança, adolescente, gestante, adulto, idoso e paciente com necessidades especiais. Diversas doenças sistêmicas, bem como medicações utilizadas para o seu tratamento, podem influenciar a saúde bucal do indivíduo. A promoção de saúde, alicerçada em uma abordagem holística e interdisciplinar considera a saúde como um sistema complexo de relações que proporcione a saúde como o eixo do questionamento e o indivíduo como objetivo de ação.

ST 25: Enfermagem: formação profissional, práticas e vivências na busca da integralidade, equidade, universalidade e humanização da assistência em saúde.
Professor proponente: Flávia Rodrigues Pereira
http://lattes.cnpq.br/3743124024964519
flamacrola@yahoo.com.br

Desde a instituição da Enfermagem como profissão pautada nos princípios técnico-científicos e humanizadores da gestão e prestação de cuidados, o enfermeiro assumiu um protagonismo na formação e no aperfeiçoamento profissional para atuação na rede assistencial à saúde e de ensino. Por meio de uma formação direcionada para o cuidado, que integra ensino e serviço, o enfermeiro é um agente promotor da saúde ao desenvolver ações que compreendam práticas de promoção, prevenção e reabilitação. Assim, este simpósio temático procura abarcar estudos que refletem as experiências e vivências deste profissional como membro da equipe de saúde nos diversos cenários e enquanto educador na formação técnica e superior. Entende-se que tais reflexões permitirão a efetivação da equidade, integralidade, universalidade e humanização da saúde no mundo contemporâneo.

ST 26 - Integração Ensino – Serviço em Saúde
Proponente: Ayla Norma Ferreira Matos
http://lattes.cnpq.br/3973331538662339
ayla.matos@univale.br

A formação de profissionais competentes, comprometidos com a realidade e, com capacidade de refletir criticamente sobre as práticas de saúde, é ainda um desafio às instituições de ensino superior. Este simpósio temático tem como propósito refletir sobre a integração ensino-serviços de saúde-comunidade, por meio de apresentações de estudos, pesquisas, trabalhos, projetos de extensão e relatos de experiência, onde teremos oportunidades de ampliar o diálogo, identificar as expectativas, possibilidades, limites e desafios para esta integração. Com isso, buscar novos pactos que visem aproximar, ainda mais, a Universidade e os Serviços de saúde, em prol de qualificar os estudantes e profissionais para atuação no Sistema Único de Saúde e, garantir qualidade na atenção à saúde.

ST 27 – Estratégias de preservação: biodiversidade, ambiente e legislação
Proponente: George S. Yasui, Eunice Nonato, Renata Bernardes
http://lattes.cnpq.br/9501210162294651
george.yasui@univale.br

A consolidação de estratégias de conservação é uma medida importante para a manutenção dos ecossistemas, o que inclui ambiente, a biodiversidade e a sociedade. No tocante à preservação do ambiente e da biodiversidade, embora haja um consenso de que a preservação in situ dos recursos naturais é a melhor forma de conservação, paralelamente deve também coexistir o desenvolvimento da sociedade e que tende a explorar os recursos naturais. Nesse contexto, se enquadra o conceito de desenvolvimento sustentável, uma forma de desenvolvimento onde existem limites entre os nichos do ambiente, biodiversidade e da sociedade. Portanto, o objetivo desse simpósio é justamente reunir diferentes opiniões acerca desses limites e que devem estar alinhados para que haja um desenvolvimento sustentável e eficiente do ponto de vista social e ambiental.

ST 28 - Pesquisas e Práticas Acadêmico-Científicas
Proponente: Ana Cristina Marques Lemos
http://lattes.cnpq.br/4457491329758130
tinalemosgv@hotmail.com

Este Simpósio Temático visa acolher estudantes, professores e pesquisadores cujos trabalhos não se enquadram diretamente nos simpósios apresentados. Também objetiva promover a socialização de saberes produzidos em diferentes disciplinas, a fim de reconfigurá-los em uma perspectiva mais ampla e interdisciplinar. Assim, interessa-se em reunir trabalhos de pesquisas e iniciação científica e relatos de práticas desenvolvidas no âmbito da academia"