Acompanhe o alerta contra enchentes no Rio Doce
03/01/2012 - 12h00
Acompanhe o alerta contra enchentes no Rio Doce
Foto: Fernando Ramos/ACS

Rio Doce / Governador Valadares - MG

A Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais – Serviço Geológico do Brasil (CPRM) juntamente com a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM) estarão operando o Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do Rio Doce.

Este sistema tem como objetivo alertar 15 municípios da bacia quanto ao risco de ocorrência de enchentes. Os municípios beneficiados são: Ponte Nova, Nova Era, Antônio Dias, Coronel Fabriciano, Timóteo, Ipatinga, Governador Valadares, Tumiritinga, Resplendor, Galiléia, Conselheiro Pena e Aimorés no Estado de Minas Gerais, Baixo Guandu, Colatina e Linhares no Estado do Espírito Santo.
 
A CPRM recebe dados de chuva e níveis dos rios, via telefone ou rádio de cerca 30 pontos da bacia (estações fluviométricas, estações pluviométricas e usinas hidrelétricas), além da previsão meteorológica para região elaborada pelo IGAM.
 
A CPRM transmite para os municípios diariamente através da polícia militar ou prefeitura, via fax, um boletim contendo os níveis dos rios nas estações fluviométricas. Além destes níveis, coletados a cada duas horas, o boletim contém a cota de alerta e de inundação de algumas estações da bacia.
 
A cota de alerta significa que foi atingido o nível do rio no qual a freqüência de obtenção dos dados deve ser maior, pois o risco de acontecer uma enchente é grande. Neste caso o monitoramento passa a ser horário, e a orientação, ao serem atingidas estas cotas é que o próprio município passe a observar os níveis nas réguas localizadas nas estações fluviométricas. Já a cota de inundação significa que o ponto mais baixo da cidade começa a ser inundado. Quando atingidas as cotas de alerta, a polícia militar e prefeituras serão avisadas sobre a situação e passarão a receber boletins com maior frequencia, contendo a previsão se a cota de inundação será ou não ultrapassada.
 
A cidade de Ponte Nova deve acompanhar a evolução do nível do rio na estação de Ponte Nova.
 
A cidade de Nova Era deve acompanhar a evolução do nível do rio na estação de Nova Era.
 
As cidades de Antônio Dias, Coronel Fabriciano, Timóteo e Ipatinga devem acompanhar a evolução do nível do rio da estação de Mário de Carvalho.
 
A cidade de Governador Valadares deve acompanhar a evolução do nível do rio na estação de Governador Valadares.
 
As cidades de Tumiritinga, Galiléia e Conselheiro Pena devem acompanhar a evolução do nível do rio na estação de Tumiritinga.
 
As cidades de Aimorés e Baixo Guandu devem acompanhar a evolução do nível do rio na estação de Aimorés.
 
A cidade de Colatina deve acompanhar a evolução do nível do rio na estação de Colatina.
 
A cidade de Linhares deve acompanhar a evolução do nível do rio na estação de Linhares (Cais do Porto).
 
As informações também estarão disponíveis no site:
http://www.cprm.gov.br/alerta/site/boletim.html